Blog Memorarces

Por Rubia Arce e Colunistas

EMPATIA

15 Feb 2017

Hoje o tema é EMPATIA. Considero muito importante falar sobre isso nos tempos de hoje. Em tempos que pouco se olha para o outro, a não ser para julga-lo ou para avaliar e condenar suas atitudes e pensamentos. Pouco se aproxima do outro, pouco se solidariza com a condição do outro. 

Você sabe o que é EMPATIA? Você sabe, por exemplo, a diferença entre EMPATIA e SIMPATIA?

Ser Simpático é ser agradável, porém, distante. É perguntar se a pessoa está bem sem querer saber como ela realmente está. É não se envolver. É não se importar. Uma pessoa simpática olha para uma pessoa em dificuldade, de cima para baixo, ela permanece onde está, e de lá pergunta se está tudo bem. Se a pessoa que está passando por dificuldade, resolve dizer o que realmente está sentindo, a pessoa simpática ouve, porém não se conecta àquilo, não considera importante.

Empatia é, sobretudo, CONEXÃO. É descer até onde o outro está e dizer: “Eu estou com você.” Ainda que sejamos pessoas que não saibam dar conselhos ou falar palavras de força, que façam a outra pessoa se sentir melhor, o simples fato de estar ali, de se conectar com a emoção do outro, cria uma outra emoção que tem o poder de mover corações, e inspirar aquele que precisa tanto disso naquele momento. Esperança!

 

Quantas vezes você precisou de alguém que ao menos te ouvisse e se sentasse ao seu lado no chão e permanecesse com você até se acalmar?

A maioria das pessoas não precisa de alguém que resolva seus problemas, mas de uma pessoa que esteja lá, simplesmente.

Empatia tem muito mais a ver com solidariedade. Simpatia tem a ver com caridade. Caridade é uma ação vertical. Compaixão é horizontal. Ao praticar caridade, eu me coloco numa posição melhor do que a do outro e tento ajuda-lo de cima do meu patamar. Ao me solidarizar, eu me coloco na mesma posição do outro, e o abraço e me conecto ao que ele está sentindo. Colocar-se no lugar do outro e tentar sentir-se como ele se sente é o primeiro impulso de uma pessoa empática. É o princípio de tudo.

Você pode estar pensando no que você “ganha” sendo empático com as pessoas à sua volta. Empatia pode ser algo natural, que nasce com a pessoa. E digo que quando isso acontece, não se consegue ser de outra forma. Não se pensa no que se pode “ganhar” com isso, só se pensa em ver o outro melhor. Porém, enxergar o outro como ele realmente é, e se compadecer, pode ser algo bem difícil. Mas não impossível. Pode ser algo desenvolvido. Qualquer um pode abrir o coração e se treinar a enxergar o outro. Qualquer um pode buscar essa humanidade, se realmente quiser. Faz parte de querer ser uma pessoa melhor, de ser melhor para os outros. 

Esclareço que ninguém está dizendo para carregar para si os problemas dos outros, ou passar a viver em função dos problemas dos outros. Geralmente, pessoas com dificuldade de entendimento, resistem a tentarem ser empáticos por terem essa visão deturpada do seu real significado. Empatia é momento. É servir ao outro naquele específico momento em que é preciso ser útil. E não perder a oportunidade de ser bom. Depois você pode retornar à sua vida, às suas próprias vivências. Sem trazer para sua vida as complicações dos outros.

Então, penso que a pergunta certa seria: “O que eu perco ao agir com empatia?” Sendo que agora eu sei que não preciso carregar os problemas dos outros, e agora também sei que isso faz parte de ser uma pessoa melhor, mais útil, menos egoísta. 

Que tal começar a praticar? Que tal darmos o primeiro passo a caminho de nos transformarmos em uma pessoa melhor do que jamais fomos?

Isso depende exclusivamente de nós. Se partirmos do princípio que o universo nos devolve aquilo que lançamos a ele, podemos pensar um pouco no que ele tem nos devolvido para sabermos o que temos lançado. E começar a partir daí.

Que sejamos melhores a cada dia. Que saibamos aprimorar nossos sentidos, não só para alcançarmos nossos objetivos, mas para também participarmos do que ocorre com as pessoas à nossa volta. A participação delas na nossa vida é primordial para nosso crescimento emocional, assim como a nossa contribuição para a vida delas.

“Empatia é a capacidade psicológica de sentir o que sente a outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo.”

Conte-me uma história sobre um momento que você tenha vivenciado ou presenciado Empatia. Fale-me sobre alguém que você conheça que seja Empático e o que você acha disso. Comente!

 

 

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

VIAGEM A OUTRO MUNDO

November 11, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga-me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon