Blog Memorarces

Por Rubia Arce e Colunistas

Equilíbrio: o que nossas emoções podem nos ensinar?

19 Jun 2017

 

Olá querido(a) leitor(a)!

 

Esse é meu primeiro texto escrito para o Blog da Memorarce e ele fará parte de uma coluna que visa falar a respeito da memória, sentimentos, emoções e afetos. Ao longo do tempo, faremos uma instigante jornada por esse “universo” que somos, e aprenderemos como cada aspecto da nossa experiência de vida pode ser importante para vivermos de modo mais pleno. E para iniciarmos, vou falar a respeito das emoções e como são importantes para nossa vida.

 

Como ser humano que é, com certeza você já experimentou uma série de emoções... Ao passar por uma situação de perigo, como um assalto ou um acidente o medo foi ativado; ao pegar seu filho pela primeira vez em seus braços, uma alegria sublime surgiu; ao receber aquela promoção, tão desejada, um misto de felicidade e senso de realização, com uma pontinha de medo, por ter ciência que isso trará também uma série de novos desafios. Enfim... uma mistura de emoções.

 

Algumas delas consideramos ruins ou negativas, como medo, raiva, ódio, tristeza, angústia. E outras como positivas, sendo amor, alegria, senso de realização etc. Se formos apelar para nossa razão, a lógica seria buscarmos maneiras de nos proteger do que consideramos negativo. Contudo, o essencial que você deve ter em mente para sua vida, como um todo, é a palavra, EQUILIBRIO!

 

Quando passamos apenas a experimentar longos momentos de tristeza e sentimentos negativos, isso pode desencadear ou representar um problema emocional mais grave como a depressão. Mas, se passamos a mascarar nossas vidas, deixando transparecer apenas sentimentos positivos e evitando lidar com aqueles que são teoricamente negativos, perdemos a chance de evoluir e resolver algum problema maior de vida.

 

Você, por acaso, conhece uma pessoa que, por medo de ser rejeitada, evita estabelecer limites nas relações, se sujeitando a fazer diversos favores, que até mesmo possam prejudica-la em outras áreas da vida, em nome de ficar bem com as pessoas? Ou mesmo alguém que tenha medo de ser criticada, e evita se posicionar em situações nas quais deveria, e assim é desrespeitada, ou não tem sua vontade levada em consideração?

 

Pois é... isso nos mostra que cada emoção tem o seu papel e o seu valor e, por isso, o ciclo das emoções se torna fundamental em nossa condução de vida. Buscar um equilíbrio entre elas é essencial, assim como se permitir viver cada aspecto da sua experiência enquanto ser humano. Afinal de contas, é essa mistura de sentimentos que consideramos bons ou ruins que faz com que nossa vida tenha diversos tons e seja multifacetada.

 

É a busca do equilíbrio entre elas que, de algum modo, nos ajuda a valorizar mais os momentos felizes, porque também já vivenciamos os tristes; valorizar a segurança porque já experimentamos o medo e a ansiedade frente a algo que nos assustava; nos apegar ao amor porque sabemos o quanto a solidão pode doer; colocar o limite necessário, porque aprendemos o quanto pode ser prejudicial se esconder do medo, da rejeição, ou da crítica e assim por diante.

 

Sendo assim, se permita crescer enquanto pessoa e aprender com as emoções que cada experiência lhe traz. Afinal de contas, a vida só será plena se buscarmos o aprendizado contínuo e encararmos toda oportunidade e sentimento como um caminho para isso.

 

Um grande abraço e até a próxima! Comente!

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

VIAGEM A OUTRO MUNDO

November 11, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga-me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon