Blog Memorarces

Por Rubia Arce e Colunistas

O ingrediente mais importante do seu prato: Prazer

9 Oct 2017

Olá querido leitor!

É um prazer ter você aqui! Você ama comida? Eu amo.

 

Adoro experimentar sabores, odores, cores e texturas. Até me sinto uma criança diante de tantas novidades que a natureza, a diversidade e a alquimia na cozinha podem me trazer. Procuro estar sempre aberta, com curiosidade, sem medo, sem julgamento, com o olhar de uma criança sempre atento, me permitir viver um relacionamento verdadeiro com a comida, de corpo e alma.

 

Comida nutre o corpo, nutre a alma, e é sempre uma grande aventura quando se permite de verdade viver. E um ponto importante que torna essa nutrição completa é o Prazer.

O prazer de comer passa pelo nosso relacionamento com a comida, que é o que pensamos e sentimos sobre ela. O que cada um de nós pensa ou sente sobre a comida é tão profundo e revelador quanto qualquer outro relacionamento.

 

Um mesmo prato pode despertar diferentes experiências em cada pessoa.

 

Quando eu vejo um prato de macarrão com um molho de tomate suculento com manjericão, eu vejo, penso e sinto também: a delícia de poder saborear esse prato, e que maravilha a natureza e o meu corpo poderem me proporcionar tantas sensações agradáveis com essa comida.

 

Ao passo que, uma outra pessoa com pensamento de dieta, possa enxergar apenas calorias, sentir culpa ou medo.

 

Para um belo prato de salada colorido, meus olhos brilham, me lembra como a natureza e a vida são ricas de tantas cores, quantas experiências posso sentir com a mistura de sabores e crocância desse prato. 

 

Todas essas sensações agradáveis só acontecem por que eu me permiti um dia experimentar, sentir e viver. A vida nos traz experiências a cada minuto, a cada respirar e para aproveitar cada um deles é preciso a nossa permissão.

 

O que você vê em um prato de macarrão? E em um prato colorido de salada?

 

Já experimentou viver essas experiências com a abertura e a curiosidade de uma criança? Como se fosse a primeira vez que estivesse diante dessas comidas? Sem julgamento, sem medo, com neutralidade?

 

Como o seu cérebro recebe o seu pensamento e o seu sentimento sobre a comida.

 

Você sabia que qualquer culpa sobre a comida, vergonha sobre o corpo, julgamentos, são lidos pelo seu cérebro como estresse? E que esse estresse pode atrapalhar a sua digestão e até o metabolismo? E sabe que pode até aumentar a possibilidade do seu organismo de armazenar gordura?

 

E que se você comer com a sua cabeça, o seu corpo e o seu coração alinhados positivamente com a comida, a sua nutrição pode ser melhor? Que a sua satisfação poderá ser prazerosamente atendida? Que a sua saciedade pode ser percebida no momento certo?

Alguma vez você já comeu algum alimento induzido por regras, dietas, ou só por achar que ele é saudável e abriu mão do seu prazer? Diante de tantas regras, tantas coisas ditas sobre a comida, comer algum alimento dissociando o prazer é muito comum. Pois o primeiro pensamento é de que se acolher aquele alimento que te faz sentir bem, você vai querer comer mais a ponto de não conseguir mais parar.

 

E na verdade é o contrário. Quando deixamos de lado o prazer, também temos ausência da satisfação, e essa ausência de sensação agradável de bem-estar, faz com que o nosso cérebro libere substâncias que vão ativar o nosso apetite e vão nos dizer para procurar comida.

 

O ato de comer libera em nosso corpo substâncias do prazer, as endorfinas. Mas quando comemos muito rápido, sem consciência, sem o prazer verdadeiro pelo alimento, ou com culpa, enviamos para o nosso cérebro uma mínima sensação de prazer, e ele vai sentir falta, e fisiologicamente seremos levados a comer mais.

 

Podemos nos permitir cuidar da saúde! (Re) Descobrir e sentir prazer!

 

Então, eu sugiro que reavalie os seus pensamentos e os seus sentimentos sobre a comida. Sugiro que você se permita. Permita-se experimentar as comidas, todas as comidas: saladas, carnes (se você não for vegano, claro!), massas, frutas, bolos, sucos de vegetais e frutas, docinhos no aniversário.... Ah! Quanta riqueza!

 

A sua saúde, a sua nutrição deve estar alinhada com o seu prazer e bem-estar. E lembre-se que é preciso viver cada experiência de verdade, aprofundar o seu relacionamento com cada comida.

 

Esteja totalmente presente! Esteja aberto! Seja curioso! Aprecie cada bocada! Sinta cada sabor! Seja acolhedor! Receba gentilmente cada sensação!

 

Esteja de fato, de corpo, mente e coração!

 

Experimente mudar o seu relacionamento com a comida! E se puder, passe aqui pra contar! Vou adorar saber.

 

Sinta o meu melhor abraço em você! Até breve!

 

 

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

O PESO

November 18, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga-me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon