Blog Memorarces

Por Rubia Arce e Colunistas

CARNAVAL: QUE HISTÓRIA É ESSA?

20 Feb 2018

Era uma vez um país onde as pessoas tinham uma felicidade única e adoravam festejar. E dizem que lá o ano só começava depois do Carnaval…Isto te soa familiar?

 

Provavelmente quando você estiver lendo este artigo o ano já começou no Brasil...

 

E sendo você da turma que festeja ou não, sabe que para muita gente em nosso país só desenrola o ano depois da quarta-feira de cinzas.

 

Mas você sabe como é que começou o Carnaval por aqui? Fomos nós que inventamos? É esta história que vou te contar!

 

A palavra Carnaval tem sua origem no latim: carnis (carne) levale (retirar), e é uma referência ao jejum da carne (alimento) e dos prazeres relacionados a carne (corpo físico) praticado durante a quaresma (criada apenas no século VIII). Era como uma festa de despedida e ao mesmo tempo uma forma de extravasar do corpo tudo o que poderia levar a interromper o jejum. Era a festa da liberdade onde se podia tudo.

 

A origem desta festa é bem mais antiga do que a existência do nosso país. Na Grécia e em Roma se festejava a chegada da primavera e toda a fertilidade que ela trazia. Por isto, era comum as pessoas se entregarem a todos os tipos de prazeres disponíveis.

 

A festa foi ganhando adaptações com a chegada da era cristã e as várias culturas foram adaptando os costumes e dando novos significados aos rituais deste período.

 

Sobre o uso de fantasias durante este período, há indícios de que este costume se originou de costumes da Babilônia e da Mesopotâmia, onde reis e prisioneiros trocavam de papéis por um período. O prisioneiro escolhido para assumir o lugar do rei, vivia dias com todas as pompas e prazeres da realeza e ao final era enforcado. Já o rei sofria humilhações e era surrado por dias para demonstrar sua submissão à divindade.

 

Em ambos os casos os personagens assumiam papeis diferentes, e isto mexia com o imaginário das pessoas. Não era visto com bons olhos pela Igreja, pois temia-se que, ao inverter os papeis sociais, invertia-se também o que foi determinado por Deus  e a relação entre Deus e o demônio.

 

A festa então foi enquadrada como uma permissão para que os excessos fossem cometidos apenas no período que antecedia a quaresma.

 

Os Portugueses trouxeram uma festa chamada Entrudo para nosso país e era uma celebração praticada pelos escravos, que saíam às ruas jogando ovos, tinta e farinha em quem encontravam.

 

A festa se adaptou, ganhou o som e a letra das marchinhas e do samba e hoje é considerada uma das maiores festas do planeta, entrando, inclusive, para o livro dos recordes.

 

E é um retrato da alegria, da beleza e da liberdade que somos capazes de produzir e compartilhar uns com os outros e com o mundo.

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

VIAGEM A OUTRO MUNDO

November 11, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga-me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon