Blog Memorarces

Por Rubia Arce e Colunistas

Resgate-se

25 Jun 2018

Olá, meus caros leitores! É, para mim, sempre uma alegria poder partilhar com vocês.

 

E hoje iremos falar sobre “Resgate”. Mas não um resgate físico, daqueles que bombeiros realizam, mas um resgatar-se interno, transcender-se, recuperar-se. Tem a ver com se reencontrar.

 

Cada vez mais, tenho me deparado com histórias esquecidas. Sim, esquecidas. As pessoas seguem vivendo a vida sem se darem conta do que foi realmente vivido. Os momentos que as formaram, que as fizeram quem são, vão ficando para trás. E, posso dizer, que o instante mais delicioso do meu trabalho, é o momento em que elas se reencontram em suas lembranças.

 

O que nossas lembranças podem nos trazer

 

Quando falamos sobre “olhar para trás”, logo as pessoas pensam que será doloroso demais. E, o que eu percebo é que muitas se escondem e tentam adiar isso o máximo que podem, por medo de se depararem com a dor. Por uma questão de defesa, nossa memória é muito mais forte na dor. Sim, nossas histórias têm muitas dores, mas têm muito momento bom também.

 

Ao resgatar a nossa história, nos damos conta de que, o que foi essencial na estrada da vida, estivemos deixando para trás todo o tempo.

 

Tudo o que vivemos é importante, porque foi tudo o que nos formou e nos trouxe até aqui. Mas, tem aqueles momentos que foram essenciais para nossa vida, aqueles pequenos “divisores de água”, que foram nos moldando e nos aperfeiçoando, para forjar quem somos hoje.

 

Quando digo que nossas lembranças têm o poder de nos manter de pé, não estou brincando. Poucas pessoas sabem o poder de resgatar a sua própria história. E quando realizamos este processo, que tende a ser muito prazeroso, nos deparamos com nós mesmos de uma forma tão bela, tão transformadora, que nos faz entender muito de nós.

É claro que o passado não pode ser mudado, mas o futuro pode.

 

Esse entendimento nos traz leveza, descanso, esclarecimentos, informações sobre nós mesmos que havíamos esquecido. Pontos importantes que nunca deveriam se perder.

 

E, este resgate pode ser realizado de várias formas.

 

O poder das fotografias

 

Um dia, ouvi uma partilha de uma participante de uma oficina Memorarce que falava sobre o resgate de memórias que ela teve a partir de uma fotografia. Na foto eram o pai, o irmão e ela, em uma viagem a um lugar magnífico. Para nós, que olhávamos a foto, era só uma foto linda, de um passeio em família. Mas, para ela era muito mais que isso. Ela nos relatou que fizera esta viagem com o pai, somente os dois, para visitar o irmão que mora lá, e que pôde resgatar seu relacionamento com ele, há muito estremecido por circunstâncias da vida. Lembrou-se de sua história pregressa com o pai, de como achou que não havia mais tempo de recuperar, de dizer aquelas palavras não ditas, sentimentos não expressados. Lembrou-se de que, naquela viagem, pôde aprender que nunca é tarde demais. Que enquanto respiramos ainda há tempo.

 

Naquele instante, todos os presentes puderam perceber que as memórias contidas em uma fotografia transcendem a imagem gravada nela. Que as lembranças que ela carrega podem conduzir-nos por uma viagem por nossas memórias mais importantes, e, aos poucos, nos lembrarem de quem somos e de como foi importante tudo que vivemos.

 

Já imaginou sua vida daqui a 20 anos?

 

Quantos sonhos terá realizado? Quantos não? Uma coisa é certa: terá feito muitas escolhas. E estas escolhas dependerão da forma como vê sua vida hoje. A sua percepção da sua própria vida, conduz as escolhas que você fará daqui pra frente.

 

Então, como você percebe sua vida hoje? O que você se lembra da sua própria história?

 

Resgatar sua história é resgatar-se. É trazer você de volta. Isso pode te abrir para a oportunidade da construção de uma nova história.

 

Vem com a gente!

Até a próxima!

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

VIAGEM A OUTRO MUNDO

November 11, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga-me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon